GoiásFomento amplia canais de atendimentos para atender micro, pequenos e médios empreendedores nessa época de pandemia 

Instituição financeira assinou contrato com 80 correspondentes de crédito, que começam a operar na próxima semana visando ampliar a oferta de financiamento

A GoiásFomento firmou contrato com 80 correspondentes de crédito em todo o Estado, que começarão a operar na próxima semana. A medida segue recomendações do governador Ranaldo Caiado, no sentido de ampliar, ainda mais, os canais de atendimentos a empresas de pequeno e médio porte, assim como microempreendedores individuais (MEI) e microempresas que estão enfrentando dificuldades financeiras neste momento de estabelecimentos fechados em Goiás devido ao combate à disseminação do coronavírus.

No mês passado, o Governo de Goiás, por meio da Goiás Fomento e do Banco do Brasil (FCO), anunciou a liberação de montante de R$ 500 milhões, em cinco linhas de financiamento: GoiásFomento Turismo Capital de Giro, Microcrédito Produtivo Pessoa Jurídica (PJ), Microcrédito Produtivo Pessoa Física (PF), CredFomento e FCO Capital de Giro Dissociado, para MEI, micro, pequenas e médias empresas. 
Os valores disponíveis por modalidade de crédito são os seguintes: Turismo Capital de Giro, de R$ 10 mil a R$ 50 mil; Microcrédito Produtivo PJ, de R$ 1 mil a R$ 21mil; Microcrédito Produtivo PF, de R$ 1 mil a R$ 15 mil; CrediFomento, de R$ 21 mil a R$ 80 mil; e FCO Capital de Giro Dissociado, de R$ 10 mil a R$ 30 mil.

Além das linhas emergências, a GoiásFomento está buscando habilitação junto ao BNDES para ofertar a linha de crédito destinada ao pagamento de folha de pessoal. Outra boa informação é que, a GoiásFomento, em conjunto com a Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC) e a Secretaria de Desenvolvimento e Informação (SEDI),  estará em breve disponibilizando o fundo de aval, um seguro de crédito para quem não tem avalista. Essa medida vai facilitar o acesso ao financiamento.

Atendimentos

Do dia 23 de março último, data da liberação dos recursos financeiros, até esta sexta-feira (03/04), o teleatendimento da GoiásFomento (fone 3216 4900) e o e-mail atendimento@goiasfomento.com foram muito procurados pelos empreendedores goianos. Neste período, foram respondidos cerca de 1.500 e-mails e atendidas mais de 3 mil ligações telefônicas. “Já recebemos em torno de 300 propostas que estão sendo analisadas com a celeridade que o momento exige”, destacou o presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar.
Ele informa ainda que a Agência de Fomento está orientando os empreendedores e buscando ampliar seus canais de atendimento. Acrescentou que a Secretaria da Indústria e Comércio (SIC) montou uma força-tarefa, juntamente com a Goiás Turismo, para dar orientações aos empresários e empreendedores que tiverem dificuldades na apresentação de suas propostas. 

Rivael Aguiar pede às lideranças classistas dos setores da indústria, prestação de serviços e comércio, como por exemplo a entidade que congrega os lojistas da Rua 44 e imediações, em Goiânia, que participem ativamente desse momento. Isso pode ser feito com orientações aos associados sobre como proceder para pleitear empréstimo, assim como providenciar os documentos necessários e realizar os procedimentos exigidos. A GoiásFomento, por ser uma instituição financeira, deve seguir o que é exigido legalmente pelo Banco Central.

Nesse momento de grande demanda por crédito, explica Rivael, a GoiásFomento conta com a parceria do Sebrae Goiás. Foram capacitados cerca de 200 consultores da instituição.  Eles estão prestando consultoria sobre o passo a passo para os clientes que buscam informações sobre como acessar as linhas emergenciais de financiamento. E devem ser acionados. 

Rival Aguiar lembra ainda que os recursos financeiros do FCO - Banco do Brasil estão todos direcionados para capital de giro, no sentido de socorrer as micro e pequenas empresas. A GoiásFomento também estará disponibilizando a partir da próxima segunda-feira (06), uma ferramenta online no site www.goiasfomento.com para agilizar o preenchimento de propostas e envio de documentos. 

Gerência de Comunicação da GoiásFomento