Governo de Goiás disponibiliza linhas de crédito para apoiar empreendedores goianos durante a pandemia do novo coronavírus

 

 

São ofertados R$ 500 milhões em cinco modalidades de financiamento, com o objetivo de dar suporte às empresas goianas de pequeno e médio porte, assim como para MEI e microempresas  

O governador de Goiás Ronaldo Caiado, autorizou a partir desta segunda-feira (23), a  disponibilização, de R$ 500 milhões por meio da GoiásFomento e do Banco do Brasil (FCO), em  linhas de financiamento para empresas de pequeno e médio porte, assim como para microempreendedores individuais (MEI) e microempresas. O objetivo é dar suporte financeiro aos negócios, neste momento em que o combate à propagação do novo coronavírus obriga a maioria da população a adotar o isolamento social, com reflexos diretos na economia.

São cinco linhas de crédito. Uma delas é a GoiásFomento Turismo Capital de Giro, para bares, restaurantes, empresas organizadoras de eventos, hotéis e pousadas que participem do Simples, estejam no Cadastur e façam parte das 79 cidades que integram o mapa de Turismo do Estado. O Microcrédito Produtivo Pessoa Jurídicas (PJ) se destina ao microempreendedor individual (MEI), microempresas e pessoas físicas de segmentos específicos, como profissionais liberais, desde que estes tenham renda bruta de até R$ 360 mil por ano.

Outra modalidade é o Microcrédito Produtivo Pessoa Física (PF), voltado para a pessoa física que trabalha com prestação de serviços. O CredFomento atende microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas.  A GoiásFomento opera ainda o FCO Capital de Giro Dissociado, para MEI, micro, pequenas e médias empresas. Os valores disponíveis por modalidade de crédito são os seguintes: Turismo Capital de Giro, de R$ 10 mil a R$ 50 mil; Microcrédito Produtivo PJ, de R$ 1 mil a R$ 21mil; Microcrédito Produtivo PF, de R$ 1 mil a R$ 15 mil; CrediFomento, de R$ 21 mil a R$ 80 mil; e FCO Capital de Giro Dissociado, de R$ 10 mil a R$ 30 mil. 

Atendimento
O presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, explica que, obedecendo às recomendações do Governo de Goiás/Secretaria de Estado da Saúde para se evitar aglomerações de pessoas em espaços públicos, o atendimento aos clientes é realizado pelo telefone (62) 3216-4900, das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira; ou pelo e-mail atendimento@goiasfomento.com
Para solicitar o financiamento, ressalta Aguiar, o empreendedor deve acessar o site da instituição financeira (www.goiasfomento.com), e buscar a opção “procurar/formulários e documentos”. Todos os formulários devem ser devidamente preenchidos, datados e assinados. Depois eles devem ser digitalizados e enviados para o e-mail atendimento@goiafomento.com, junto com toda a documentação solicitada. O interessado também deve apresentar avalista com renda ou garantia de imóvel.
“Estamos atentos e seguindo as determinações do governador Ronaldo Caiado para evitarmos situações que possam inviabilizar as atividades dos pequenos empreendedores goianos. Esse importante segmento da economia goiana gera milhares de empregos e renda para o Estado”, destaca o secretário de Indústria e Comércio e Serviços, Wilder Morais.

Nesse sentido, a Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços por meio do programa Goiás Empreendedor, e a GoiásFomento decidiram prorrogar, por até 60 dias, o prazo de vencimento das parcelas relativas aos contratos de financiamento vencidas em março deste ano, para os clientes adimplentes até fevereiro. Neste período, também ficará suspensa a inclusão do nome do cliente nos órgãos de proteção ao crédito.

Gerência de Comunicação da GoiásFomento